Galinha*


Não quero seu beijo
No meu triste sossego
De leito vazio

Não oprima seu bocejo
Na conversa sem nexo
Do meu lábio esguio

Caia na sua gandaia
E deixe gaia na casa
Do meu caso sem graça

Engrace o nexo
De um sexo sem causa
E cause de novo
Seu brilho de ovo.

*Poema do livro Anjo da Guarda, de Rafael Rodrigo Marajá.

Postagens mais visitadas